O super-herói e a fralda
Heloisa Prieto

Jonas é o menino mais barulhento da turma. Como ele grita por qualquer coisa e vive provocando todo mundo, ninguém gosta de sentar ao lado dele na perua da escola. Janaína, pelo contrário, é delicada e gentil, e todo mundo quer sentar ao lado dela. Quando as gêmeas Manuela e Rafaela a chamam para ouvir uma história, Jonas morre de ciúme e começa a implicar. Ele pega justo no ponto fraco de Janaína: caçoa do lencinho da sorte dela que, na verdade, é uma fraldinha dos tempos de bebê. A irritação com Jonas toma conta dos colegas, e uma briga começa: todos se embolam no meio da perua! Sobra até para o Super-Jonas, boneco preferido do menino gritalhão, que fica todo melecado de suco. Ainda bem que Janaína vem em seu socorro e limpa o boneco com sua famosa fraldinha. E assim nasce uma nova amizade...


1. Possibilidades Pedagógicas

1 Estimulo à convivência harmoniosa entre aqueles que agem e reagem de modo diferente diante dos desafios do cotidiano. A oposição entre as características dos dois principais personagens da história, Jonas e Janaína, já está representada, metonimicamente, no título do livro: um boneco de super-herói para ele, e uma fralda-lenço para ela.

2 Vivenciar, pela ficção, a possibilidade de resolução de conflitos e de embates com o outro de maneira pacífica e harmoniosa.

3 Estimular a expressão oral sobre posicionamentos sociais, formulando hipóteses sobre resolução de problemas de convivência pelo exercício de:

pensamento lógico;

criatividade;

intuição;

capacidade de análise crítica;

seleção e verificação de procedimentos.

4 Oferecer a quem está se iniciando em leitura do texto verbal a possibilidade de vencer o desafio: letra bastão (maiúscula), frases curtas, ilustrações expressivas em projeto gráfico que surpreende o leitor facilitam a decifração de palavras e a atribuição de significado ao texto.

 

2. Abordagens Interdisciplinares

LÍNGUA PORTUGUESA

a marcação do ritmo na prosa:

frases curtas: "Jonas sempre grita. De raiva. De medo, De alegria. De nada. (...)";

palavras rimadas: dengosa, cor-de-rosa; feliz/diz; ação/confusão; marcado/lado; convidado/enciumado etc;

diálogo na narração: "Jonas, isso é jeito de falar?".

ARTE

recursos da ilustração: desenho, recorte e colagem, dobras;

projeto gráfico arrojado: páginas que se sucedem com aberturas a partir do centro surpreendem o leitor.

 

3. Temas Transversais

ÉTICA

atitudes de solidariedade como possibilidade de transformação de conflits e intolerância em paz e harmonia.

SAÚDE

o equilíbrio emocional como fator de estabilidade nas relações de convivência consigo mesmo e com o outro;

agressividade e intolerância como marcas de insegurança e fragilidade emocional.